sexta-feira, 10 de maio de 2013

Reacionários [para murilo]

Bem, quando tínhamos dezoito anos, era normal ser radical. quem saisse do risquinho estava fora mesmo da conversa. Era tudo urgente, imprescindível, grave, importante.
Eu sempre tive simpatia pela esquerda, pelo lado humanista, pelos direitos humanos, pelo bom senso, pelo uso consciente de recursos, pela economia de "coisas". Era dessas aí, de meter o dedinho na cara de quem achasse que trocar o estofado dos sofás uma vez por ano e os azulejos da cozinha à cada verão, era gente que não merecia meu respeito. Ora, são o extremo do capitalismo, do consumo. Sem essas pessoas, as fábricas de tecido irão mal, assim como as de cerâmica. E tem gente de família grande dependente do funcionário que empacota os azulejos. Mas, de todas as coisas pelas quais lutei, ter bom senso foi a mais importante.
Trinta e dois anos depois, ainda tenho uma queda pela esquerda, mas nem tanta. Ajudei a eleger o Lula e sua trupe. Fiz boca de urna, briguei em casa, briguei com amigos de infância. Morria de orgulho de ter almoçado com ele na revista de esquerda em que trabalhei. Eu convivi com toda essa gente de muito perto. Acreditava que era possível existir uma pessoa que me representasse: "trabalhador vota em trabalhador". E chorei na posse dele, chorei de soluçar. Até que tudo aconteceu. Assim, como quando o teu primeiro amor te diz que não te ama mais, que a vida continua e que tem muito carinho por você, mas está indo embora.

Para mim, reacionário agora é até aquele cara de esquerda que eu admiro demais pelas ideias e ideais e pela história pessoal, mas que defende o Zé Dirceu cegamente até a morte. Mas é também o cara de direita que cria postagens toscas e rasas no facebook chamando brasileiro de otário.
Reacionário é o cara que só pensa no seu umbigo. Que está cagando para o filho do vizinho que se viciou em crack ou pelo sobrinho da faxineira que foi preso porque fez uma correria.
Reacionário é o patrão que se diz de esquerda, não paga teus honorários, porque faliu, mas mama nas tetas do governo da turma dele e quando tem dinheiro suficiente pra te pagar, prefere correr uma maratona em Lisboa ou passear de elefante com a namoradinha.
Reacionário é o orgulho hetero.
Reacionário é o cara que não admite o diferente.
Reacionário é o cara que quer ganhar no grito.
Reacionário é todo aquele ser absolutamente contrário ao que o mundo precisa para andar para frente.
Sei lá, Murilo, deve ser essa a minha opinião hoje.

Nenhum comentário:

Postar um comentário